Como lidar com situações novas (?)

Não sei se isso é uma pergunta ou  não. Nem eu sei lidar com situações novas, com pessoas novas, em um lugar novo.

tumblr_nwxn1gftdq1rql1mzo1_r1_500

MENTIRA. Eu (finjo que) sei sim e como vou passar por uma essa semana, vou ensinar aqui o que fazer. Bem, eu vou ensinar o que eu irei fazer na minha situação (festa de aniversário em balada, com pessoas que não conheço direito.)

1- Chegue cedo

Por mais que você fique um tempo sozinha, é bom para formular conversas imaginarias (todo mundo faz isso, não é vergonha). Observar o lugar (bem, espero que você espere do lado de fora e não entre sem a aniversariante… Eu realmente espero) E ter a opção de ir embora antes de todo mundo chegar, caso você não fique com vontade/coragem de continuar nessa jornada nova e intrigante que é conhecer mais gente.

Mas eu espero que você continue, assim vamos para o passo 2

2 – Seja simpática e tente entender o assunto (ou se meta no assunto SIM)

tumblr_o12pn7krfk1tp5keoo1_400

Se alguém começar a falar sobre uma série que você nunca viu, pergunte sobre o que é. Se falarem sobre uma série que você já conhece, fala que você já viu e qual o seu personagem favorito. Na verdade, apenas tente ser simpática e interagir. Ninguém faz amigos ficando quieto no canto e mexendo no celular.

3 – Largue o celular.

tumblr_o120mhwcfz1qcbk34o1_250

4 – Se divirta

A melhor dica é essa: Não dá pra se divertir se ficar com medo de ser você.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

3 coisas para fazer sozinha

Hoje eu fui ao cinema sozinha. Eu já tinha ido antes, mas tem muito tempo e eu não lembrava da sensação. No começo parece estranho, preciso admitir (e eu nem consegui ver o filme que eu pensei em assistir…) mas até que acaba sendo muito divertido!

E eu não estou exagerando.

O filme era ~okay~, pude escolher o lugar que eu quis sentar (sem ter que ouvir opinião e sugestão de sentar em outro lugar) e o melhor: fui na hora em que eu quis. É bom comentar o filme com alguém? É. Mas nem todo mundo pode sair com você em qualquer momento.

Minha mãe sempre diz:’Não nascemos grudados com ninguém.’ e ela tem razão.

Enfim, não vim falar da minha experiência no cinema sozinha. Vim falar do que você pode fazer sozinha e, que surpresa!, gostar.

  1. Vá comer sozinha

Você vai me perguntar: Mas não é chato? Não dá um vazio? Não vão ficar olhando?

tumblr_msav9sckf71qd1veuo1_400

Nem todo mundo gosta de comida mexicana, japonesa, italiana ou de gastar dinheiro em um café ou de comer costela no Outback. Às vezes seus amigos estão de dieta, né? Ou estão economizando. Eu vivo assim. E não é justo VOCÊ se privar só porque eles estão focados em algo.

Então pegue seu dinheirinho e vai no seu restaurante/bar/fast food/pub favorito ou vá conhecer um novo.

2. Conhecer sua cidade.

tumblr_inline_nmiph9eflw1rh9iy7_500

Você deve estar pensando ‘Mas Kle, eu já conheço a minha cidade…’, né? Mas será que conhece mesmo? Cada lugar tem um museu, um ponto turístico, um lugar que não é tão ‘popular’ assim mas é super legal e seria ótimo conhecê-los. E alguns tem até visita guiada e gratuita por pontos históricos!  Só que para conhecer esses pontos tem que ter disposição ou acordar cedo e claro, muitas pessoas -eu ahaha- não querem acordar às 8 da manhã para rodar por um monte de lugar e tira foto. Por isso é muito bom e até melhor ir sozinha.

3- Faça 50 perguntas para si mesmo.

Parece estranho, né? Mas aqui tem 50 perguntas  que são ótimas de responder hahaha, eu mesma respondi e acabei descobrindo coisas que nem imaginava.

 

Então é isso. Vamos aprender a fazer mais coisas sem a ajuda de ninguém. É bem interessante o resultado!

 

 

 

 

 

Ah, pisciana!

tumblr_n7kg7bjneg1tezymro1_1280

 

2016 finalmente chegou! Não sei se todo achou 2015 um saco, mas eu achei. Acho que poucas coisas valeram a pena, sabe? Pequenas coisas que fizeram o ano ser bom em alguns aspectos. Mas 2016 vai ser melhor e para isso acontecer eu fiz uma promessa: Postar mais no blog!

Sei que nem todo mundo acredita em signos, mas eu já tinha prometido fazer um texto sobre a maravilhosa vida de uma pisciana. Espero que gostem, de verdade. ❤

Ah, pisciana. Eu sei que é um mistério ser você. Cheia de abismos por dentro que poucos conseguem ver e, na verdade, poucos têm permissão para conhecê-los. Ser pisciana é complicado: Abraçar o mundo inteiro e entender os seus problemas. Saber como ajudar e o melhor é que se quer ajudar.

Ser de peixes é isso: É entender o que está acontecendo ao seu redor, ter calma e paciência para resolver tudo. Mas também é se fechar em um mundo apenas seu, a terra dos sonhos, quando os seus problemas começam a aparecer.

Quem é de peixes não vê a maldade, sabe? Acredita em –quase- tudo. Já vi muitas pessoas falaram que pisciano é sonso, é ingênuo e tudo mais. Mas eu discordo. Sempre achei (e provavelmente vou achar para sempre) que pisciano é a essência humana. É aquele sentimento inicial: O que vem antes do medo, da desconfiança, da raiva.

Mas ser de peixes não é ser assim tão aberto. É se esconder também. É ter medo de sair da sua zona de conforto, de pedir ajuda e não saber como agir. Quando você expõe seus medos e sentimentos para qualquer pessoa (e quando digo qualquer, quero dizer até alguém muito importante) é basicamente enfrentar a realidade.

E nenhum pisciano quer isso.